Conheça algumas curiosidades sobre o filme Carros   Carros teve seu primeiro filme lançado em 2006 ao melhor estilo Pixar Animation Studios . E agora, em 2017, teve o terceiro filme da franquia. O grande sucesso desse novo lançamento ja era de se esperar. Afinal, a Pixar é especializada em tecnologia de alta qualidade em computação gráfica.     O grande responsável novamente pela sequência é o John Lasseter, mesmo produtor de Toy Story. Lassester é um dos maiores inovadores nas criações animadas da Pixar e Disney. Sua grande contribuição artística à indústria cinematográfica rendeu dois Oscar e uma estrela na Calçada da Fama. Mesmo com uma vasta experiência, John teve um grande desafio em 2006: dar vida a automóveis num mundo em que apenas eles poderiam existir. Sem dúvida nenhuma, o principal diferencial foi colocar os olhos no para-brisa, excluindo aquela velha de ideia de faróis de carros em forma de olhos. Ele suavizou as curvas da boca em para-choques de ferro e borracha, e ainda dá a eles o sentimento de amor, medo e raiva, sem deixar a história se perder da ideia original. Relâmpago McQueen O personagem principal é Relâmpago McQueen, um carro esporte que se vê preso na ensolarada Radiator Springs, uma cidade pequena que teve alguns dias de glórias no passado, e agora vive a mercê apenas de alguns poucos que se atrevem a passar por ali. Talvez o maior tema do primeiro filme seja a lição de vida que Mcqueen recebe, pois, mesmo sendo obrigado a ficar em...
The Flash – O  Velocista Escarlate The Flash é tão conhecido no mundo dos quadrinhos, que seu nome é sinônimo para velocidade. Mas como vários personagens da DC Comics, Flash possui várias versões. Quatro personagens tiveram destaque em vestir o uniforme do Velocista Escarlate. Já assumiram a sua identidade: Jay Garrick, Barry Allen, Wally West e Bart Allen –  esse último assumiu por pouco tempo. Usando reflexos sobre-humanos a ponto de ultrapassar a velocidade da luz, Flash consegue quebrar várias leis da física. Criado pelo escritor Gardner Fox e pelo desenhista Harry Lampert, o Flash estreou em 1940, em Flash Comics #1. Referência a um deus Originalmente, Gardner Fox que teve a ideia de um super-herói muito veloz com essa habilidade. Seu desenvolvimento tem como referência a figura do deus romano Mercúrio. Harry Lampert, projetou o uniforme baseado nas histórias de Mercúrio, com um elmo e duas asas nas laterais. O resto do uniforme era normal, com raio desenhado no peito, e as cores eram predominantemente vermelho e azul. O diferencial era que o Flash não usava máscara. Jay Garrick Na origem de Flash, que foi lançado em Flash Comics #1,  o protagonista era Jay Garrick. Na história o jovem universitário acidentalmente inala água deutério, um produto muito semelhante à água normal. Com o resultado disso adquiriu velocidade sobre-humana. Após uma breve carreira nos esportes, ele se torna The Flash um eficiente super-herói no combate ao crime. Ele também foi u...
Confira os brinquedos recomendados para bebês Os cuidados com os bebês começam desde muito antes do nascimento. Entretanto, quando eles vêm ao mundo, a preocupação passa a ser ainda maior. Isso ocorre porque além de muito pequenos e indefesos, estão em constante desenvolvimento e aprendizado, portanto, cada etapa é única, importante e requer atenção especial por parte dos pais, inclusive, na hora de brincar. De 0 aos 05 anos, os brinquedos inseridos na rotina das crianças passam por mudanças e assumem diferentes papéis. Para saber quais são esses, confira o que recomendamos para cada período: 0 a 6 meses Nos primeiros meses de vida, os bebês estão desenvolvendo audição, tato, visão e fala. Eles choram constantemente para pedir o que desejam e, ao completar 6 meses, já conseguem pegar alguns objetos com a mão e arrastá-los. Os brinquedos que podem ser úteis são os livrinhos de banho, chocalhos e tapete de atividades. Lembrando que quanto mais colorido, melhor, pois prendem a atenção dos pequenos. 6 a 12 meses Nessa fase da vida muitas mudanças podem ocorrer, como por exemplo, os bebês começam a comer algumas papinhas, não dependendo exclusivamente do leite. Também começam a dar os primeiros passos e engatinhar. Os mordedores passam a ser grandes aliados, enquanto os brinquedos educativos também são uma excelente opção. Alguns deles podem ser: mesas interativas e itens de encaixar 1 a 2 anos É quando as crianças dormem por períodos mais longos e falam um pouco. Elas també...
Os bebês são muito delicados e frágeis, por isso, todos os cuidados são necessários, inclusive, na hora de visitá-los. A chegada de uma criança é sempre motivo de comemoração e, nesse momento, tias, avós, avôs, primas e amigas, estão sempre dispostas a aparecer. É excelente ter pessoas que amamos ao nosso redor, entretanto, não podemos nos esquecer de ter cautela. Para você que vai conhecer um recém-nascido,  a gente oferece 5 dicas que podem te ajudar nesse momento: Ligue marcando uma visita Os pais provavelmente devem estar se adaptando a nova rotina, assim como o recém-nascido. Aparecer de surpresa pode não ser uma visita muito agradável, pois pode bagunçar o cotidiano da família, portanto, é importante ligar para que os donos da casa possam se organizar. Lave as mãos Se a mãe autorizar pegar a criança no colo, tenha alguns cudidados, entre eles, o de não se esquecer de lavar as mãos.  Quanto mais limpas, menor o risco de transmitir qualquer bactéria para o bebê, que ainda está criando resistência. Desmarque a visita se estiver doente Mesmo que seja um simples resfriado, a criança pode ficar doente, já que o sistema imunológico dela está em desenvolvimento. Portanto, apenas visite o pequeno se você estiver com a saúde em dias para o encontro. Não fale alto Se o recém-nascido estiver dormindo, você pode acordá-la, além de assustá-la, o que pode gerar uma situação desagradável para todos. Portanto, evite gritar ou elevar o tom de voz. Não demore muito tempo Por mais que o...
As crianças passam por diferentes fases até chegar a idade adulta. Conforme se desenvolvem, observamos mudanças no falar, andar e, principalmente, no comportamento de cada uma delas. Embora mudar seja parte essencial da vida, muitas ficam inseguras quando acontece uma das primeiras transições, sendo essa a do berço, para a cama. Esse período requer atenção por parte dos pais, já que algumas crianças se adaptam fácil, enquanto outras possuem dificuldade. Para nos ajudar a compreender mais sobre essa situação, conversamos com a psicóloga e psicopedagoga Lilian Gomes, que oferece sua opinião profissional sobre o tema: 1) Há alguma idade específica para as mães mudarem as crianças do berço para a cama, ou isso depende de uma para a outra? Não existe uma idade específica para essa transição e, como em todo processo educativo vale sempre o bom senso. Entretanto, costumamos indicar após os 2 anos, porque com essa idade a criança já tem firmeza no andar, está um pouco independente e consegue comunicar-se através da fala. 2) É importante os pais conversarem com os filhos sobre essa transição? Se sim, por quê? É fundamental a criança ser preparada para essa mudança e participar dela como uma conquista, opinando sobre a escolha da cama e adereços. Na medida que os pais valorizam o crescer e o desenvolvimento do filho, este se sentirá reconhecido e incentivado a continuar. 3) Se a criança já atingir uma idade um pouco maior e não quiser que a mudança ocorra, como os pais devem reagir?...
Fechar